Carlos Bica
Daniel Erdmann
DJ Illvibe

CAE PORTALEGRE
04 DE MAIO | GA | 23H00

Um contrabaixo, um saxofone (ou dois à vez, um tenor e um soprano) e um par de gira-discos: o formato instrumental deste trio é invulgar e a música que toca em tudo lhe condiz, assumindo as possibilidades que ficam abertas como um espaço virgem a explorar, sem quaisquer modelos que se sigam ou contradigam. Uma música que reflecte e cruza, de qualquer modo, as particulares personalidades dos três intervenientes. A abordagem lírica (ou «romântica», como sublinha o contrabaixista) e especialmente melódica de Carlos Bica, que bebe em simultâneo ao jazz, à música erudita e à tradição popular de Portugal, conjuga-se com a discursividade elegante e muito livre, ainda que não pautada pelos cânones do chamado free jazz, de Daniel Erdmann e com as muitas cores convocadas por DJ Illvibe (Vincent von Schlippenbach, filho do pianista e líder da Globe Unity Orchestra), conhecido por levar o DJing das franjas mais exploratórias da “club music” até terrenos conotáveis com a música concreta.

Cada um destes músicos vive num mundo muito próprio e é outro, igualmente único, que nasce da intersecção das suas respectivas coordenadas. Bica deve muita da sua fama internacional ao trio Azul, que formou há duas décadas com Frank Mobus e Jim Black e é apontado como um exemplo da diferenciada natureza do jazz europeu, integrando em simultâneo aspectos do rock e da folk e elementos clássicos. No seu trajecto estão igualmente projectos idiossincráticos como o Move String Quartet, o Berlinesk Quartet, o grupo Matéria-Prima e as suas associações a João Paulo Esteves da Silva. Erdmann é um dos alicerces do grupo Das Kapital, dedicado a interpretar as composições teatrais, cinematográficas e militantes de Hanns Eisler, bem como algum do património musical da antiga Alemanha de Leste, numa abordagem tão marcada pelo seu fascínio por um ícone do saxofonismo jazz, Ben Webster, quanto pelas conquistas das vanguardas. Com Théo Ceccaldi e Jim Hart fundou ainda, recentemente, os Velvet Revolution. Illvibe tem dividido a sua actividade entre o techno, o hip-hop e o ambientalismo electrónico, por um lado, e as suas incursões no jazz pelo outro, seja com o seu pai, Alexander von Schlippenbach, e Aki Takase, nos Lok 03, ou em parcerias com os Fearless de Lucía Martínez e os Azul. O resultado de tudo isto é muito mais do que a soma das suas partes.

Carlos Bica: Contrabaixo
Daniel Erdmann: Saxofone
DJ Illvibe

Entrada 10€ (concerto duplo) | Passe festival 20€ | M/6 anos

Bica Illvibe Erdmann Portalegre Jazz Fest

Centro de Artes do Espectáculo de Portalegre
Praça da República, 39 – 7300-109 Portalegre
Telefone: 245 307 498
Mail: caepatendimento@gmail.com

Todos os direitos reservados © CAE Portalegre 2019 | Design por Sonia Tavares Graphic Design